Galpão Gaúcho

FÓRUM GALPÃO GAÚCHO
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 LENDA DO FOGO MORTO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Mano



Mensagens : 7
Data de inscrição : 19/04/2010
Idade : 45

MensagemAssunto: LENDA DO FOGO MORTO   Sex Abr 01, 2011 8:32 am

Era uma vez, num tempo muito remoto, um rico carreteiro com mais de oitenta juntas de bois mansos, afora léguas e léguas de sesmarias e mais haveres. Foi de uma feita em que ele viajava por outros e distantes pagos, cortando coxilhas e coxilhas que... numa tarde..."



"Naquela hora o sol recém-posto ensangüentava as nuvens paradas no imenso arco do poente. No amplo silêncio do campo, e na fina transparência do ar perfumado de mansenilha e trevo, parecia pairar o mistério imponderável da natureza. É o segredo

do Criador".


"Com seu Oôô... Oôô... Oôô... o carreteiro afastou a carreira da estrada, aproximando-a de secular e majestoso umbu, sob o qual iria pernoitar. O pouso era bom. Desajoujados os bois, soltou-os ao pasto e foi logo arranjar um fogo. Vinha "seco" pelo sabor de um mate; e o piá que o acompanhava devia de estar faminto depois de tão larga jornada. E... ou fosse devido à pressa ou por preguiça de preparar lenha, o homem bateu os tições dum fogão recente que encontrou no local, e ateou fogo. Foi o início da desgraça".



"Logo uma coruja piou na restinga e um dorminhoco, num vôo rasante, cruzou perto com seu grito que lembra o ruído de um pano que se rasga em sucessivos e rápidos tirões... Inexplicável e instantaneamente terríveis e violentas labaredas, erguendo-se daquela meia dúzia de paus, atingiram a carreta ao lado, queimando-a de modo irremediável com a rica carga de mercadorias que transportava. Inúteis foram os esforços do carreteiro e seu peão. De olhos esbugalhados de assombro e terror, em corridas furiosas, tudo fizeram por aplacar a voragem das chamas com a água da sanga, que quase secou"...



"Aquietada, enfim, a pulsação anímica do estranho fato, repontando os bois, lá foi o carreteiro rumo da estância levando no cérebro a semente da demência e, à própria sombra, o espectro de maiores desgraças: Pouco depois a mulher o abandonou; o gado pesteou de carrapato e morreu; vendido o campo, roubaram-lhe o dinheiro. Ao cabo, na casa já quase tapera, morreu o desgraçado, por entre delírios, com pavorosas visões de chamas a queimar-lhe a roupa, a lamber-lhe a carne...E tudo aconteceu por haver se servido do alheio... por causa de 'fogo-morto'..".



Mano.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
LENDA DO FOGO MORTO
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Internacional] China Airlines: fogo durante carregamento
» Combate ao Fogo
» [Brasil] Pequeno avião cai e pega fogo em canavial no interior do Paraná
» [FSX] Volta a Cabo Verde (Brava - Fogo - Santiago)
» Fogo de Santelmo

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Galpão Gaúcho :: Cultura :: LENDAS-
Ir para: